segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Paulicéia Desvairada...

- Espelho, Espelho meu, existe um ser mais ágil e prático do que eu?
- Sim! Todos os outros povos.
- Pô, Espelho! Como assim? Eu sou um paulistano! Se você falasse que um nova-iorquino era mais prático eu até aceitava, mas, pô, todos os outros povos já é sacanagem.
- Ué, o que você quer que eu diga? Você faz um trajeto de 10 km em uma hora e meia todos os dias, minha vó de bicicleta faria este percurso em menos tempo em qualquer cidadezinha por aí...
- Mas é que São Paulo é uma metrópole, cidade grande, cheia de gente e cheia de carros.
- Puxa que legal! E o que você ganha com isso? Toda essa gente é amiga sua?
- Pô meu, lógico que não. Na verdade eu conheço pouca gente. Sabe como é? Cidade grande, as pessoas são mais reservadas, não é que nem interior, onde todo mundo se conhece, todo mundo é amigo de todo mundo e todo sabe da vida do outro. E outra tem muita violência!
- Como assim violência?
- Roubos, seqüestros, tráfico e otras cositas más...
- Nossa!
- Por isso que amigo, amigo mesmo, é só aquele povo que você conheceu na escola, que morava na sua rua quando você era pequeno ou um ou outro no trabalho. Por sinal, faz tempo que não falo com esse pessoal...
- Por que faz tempo que não fala com eles? Estão brigados?
- Não. Jamais. É a rotina que nos engole. Quando você vê não tem tempo pra nada.
- Nossa, mas o que você tanto faz nessa vida que não tem tempo para seus amigos?
- O trabalho exige muito de mim. Além disso, quando a faculdade é puxada, preciso ler um monte de coisas e fazer um monte de trabalhos, acaba não sobrando tempo.
- Qual é o seu sonho?
- Ser diretor numa multinacional!
- Mas daí você não teria mais que estudar mais e trabalhar mais?
- Sim, terei que me esforçar muito para chegar lá!
- Mas pelo que vejo você se esforça muito!
- É pouco! Preciso ser o melhor... em tudo!
- E quando chegar lá o que vai fazer?
- Ah! Poderei ter mais tempo para as outras coisas, mais dinheiro, uma casa e um carro melhor...
- Mais tempo? Mais carros? Você acabou de me dizer que não tem tempo e que precisará de mais! E pra que mais carros? Já não têm o bastante na rua?
- Pô! Espelho, na boa, você não sabe de nada.
- É vai ver que é isso! Pior que eu costumava saber tudo! Nesse lugar que você estuda, tem algum wokshop para eu atualizar meus conhecimentos?

E foi assim que a Globalização acabou com o conto de fadas.
Escrito por: Robert Ribeiro

4 comentários:

  1. Ótimo dialogo!

    As vozes dentro da sua cabeça evem estar trabalhando bastante! rsrs

    Era dissoq ue falávamos! Adorei o post ^^

    ResponderExcluir
  2. Gostei!
    Mas eu nuca acreditei em conto de fadas mesmo...

    ResponderExcluir
  3. para de escrever bem só um pouquinho??

    hahahahahaha!


    Te amo cabeção, to com saudades!

    ResponderExcluir
  4. Rodrigo - The Fan7 de agosto de 2009 13:26

    - Robert, qual será o plano pra hoje à noite?
    - O mesmo de todas as outras noites.
    - (?)
    - Tentar dominar o mundo!

    ResponderExcluir