quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Corre

Acordo atrasado, já saio correndo
ônibus lotado, correndo ao trabalho
Patrão estressado serviço puxado

Almoço correndo, comendo e lendo
Nas linhas do livros correm meus pensamentos
ALucinado, me atiro na estória
Por tiros rasantes
mocinho e bandido
- Corre vagabundo! Aqui é polícia

Abandonado, no mundo monólogo
nada arrisco, não corro riscos
na biblioteca revivo a memória
correndo meus olhos pelos livros de História
Antiga a lenda
Repetição:
sons são sempre sons
Luz não
Câmera e ação!
Corro, nado
nada.
Morro na praia.

7 comentários:

  1. Nada tão bom quanto se perder na estória de algum livro nas horas vagas.

    E nada tão ruin quanto ter que sair dela.

    ResponderExcluir
  2. Esse menino me enche de orgulho!
    Sabia que ia dar samba...
    Obrigado por publicar minha biografia...rs

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Rotina de muiiiiiiiitttas pessoas!

    Muito bom meesmo...!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Mais um dia começou, 10 pras sete o relogio tocou, aquele desanimo, aquela derrota, levantando pra fazer o que o corpo não suporta;
    Sempre o mesmo papo furado, nascer, crescer, prosperar e andar de terno pra lá e pra cá...♫

    ResponderExcluir
  5. Luiz Henrique Novaes20 de agosto de 2009 17:35

    Audiolights!
    A música se chama "Decolei"!

    ResponderExcluir