sexta-feira, 3 de julho de 2009

Poder traz responsabilidade

Faz exata uma semana que o Rei do Pop, Michael Jackson morreu... Mas isso não é novidade para ninguém. O fato importante é ele ainda não foi enterrado! Enquanto os primeiros vermes vão se aconchegando na pele artificialmente branca, seus familiares vão discutindo a partilha, onde será o mega espetáculo do enterro e se vão ou não cobrar ingresso! Fala sério!
Porém o tema do post não é o efeito e sim as causas que levaram a este circo trágico.
Não vou discutir o artista, porque, pelo perdão da palavra, o cara foi foda. Eu não sou fã dele nem nada, para mim MJ era um cantor famoso que dançava muito enquanto eu crescia. Só que para se tornar um mito ele perdeu a infância. Isso trouxe graves consequências à sua psique e disso o mundo inteiro sabia, pois além de tudo, há a falta de privacidade que pessoas como MJ estão condenadas a sofrer.
Ele se transformou em um ser estranho, pedófilo e usuário de "remédios", que incluvise o levou a morte aos 50 anos!!! Para os padrões de hoje é uma morte precoce. E que pelo visto não foi repentina, foi uma morte trabalhada em cima de uma saúde debilitada e que aos poucos terminou de ser destruída.
Mas a pergunta que não que me intala a garganta é: Onde estavam seus familiares e amigos enquanto MJ se tornava o monstro? Por que permitiram que ele chegasse a este ponto?
Se há alguém neste planeta que poderia tê-lo ajudado era a família. Hoje um irmão dele disse que preferia ter morrido em seu lugar. Besteira! Fiquei louco em ler isso. Se realmente se importasse teria feito algo!
Levem para a vida, caros leitores, se você pode fazer algo para ajudar alguém, seja o seu melhor
amigo ou um cachorro abandonado, você tem a responsabilidade de fazê-lo! Sem essa de "Deus deu uma vida para cada um cuidar da sua". Não, as coisas não são assim, simples, o mundo ideal seria, mas o real não é. Vá além, intrometa-se, entenda e faça o que puder, pois este é o seu dever. É muito fácil encostar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilo na postura passiva de sou do bem. Ou você pratica o bem ou pratica o mal. Einsten disse: "O mundo não está ameaçado pelas pessoas que praticam o mal, mas sim por aquelas que o permitem." Foi assim com o MJ. E com quem mais será? Não estou pedindo que salvem o mundo, mas que tome algumas pequenas atitudes que podem fazer muita diferença a outras pessoas.
Reclamar da política é fácil, protestar ou simplesmente deixar de votar nos caras é difícil.
Reclamar da enchente é comodo, tão comodo quanto jogar papel na rua.
Racionamento de água é triste, mas lavar a calçada com mangueira e demorar mais de 15 minutos no banho é uma delícia.
Dizer que o mendigo da tua esquina é um vagabundo que um dia desses ainda vai te assaltar, moleza, agora eu te desafio a sentar-se ao lado desse cara um dia e perguntar do que ele realmente precisa para se reerguer.
Pelo amor de Deus saiam da inércia do comodismo e se não vamos mudar o mundo, mudemos pelo menos a nós mesmos!!!

Escrito por: Robert Ribeiro

5 comentários:

  1. Já falei que gosto dos seus textos?
    Não?!
    Pois então eu falo, você escreve muito bem cara, textos corretos e interessantes.
    Mais um belo post.
    Sobre o assunto, você disse tudo, realmente, o comodismo é um mal parasitário.
    É muito mais fácil criticar do que agir.
    A situação vista de fora é facilmente criticada, mas são poucos os que se importam realmente como o que pode estar ocorrendo.
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Sou fã do cara!
    Mudou o cenário musical em todos os sentidos. Qm entende um pouco de música (não se sintam ofendidos) sabe q era LOCO o jeito q ele cantava... cantar tudo aquilo qdo ele começou era surreal! E a dança? Desafiar as leis da gravidade com "Smooth Criminal" era coisa pouca pra ele. Dizer q ele não fez diferença é IMPOSSÍVEL! Qm arrecadaria 300 MILHÕES de dólares com o projeto "We are the world" para as crianças carentes, tendo feito a letra da música e contagiado diversas pessoas tb influentes no cenário musical.
    Espero que as pessoas lembrem, antes de criticar, apesar de tudo, apesar de não parecer, tinha uma pessoa ali. Uma pessoa impossibilitada de viver, uma pessoa triste. Maravilhosa, genial, única e sofrida.

    ResponderExcluir
  3. Boa BBK!!!
    Mas em momento algum quis julgar o artista...
    Longe de mim...
    O cara tinha A estrela, para isso não há dúvida...
    Só critiquei as pessoas que poderiam tê-lo ajudado e não fizeram... Se tivessem feito o Rei estaria aí ainda... Para fazer os Moonwalkers da vida...

    ResponderExcluir
  4. sou fã do cara e sempre serei.

    ResponderExcluir
  5. O cara realmente era foda! Num era Fãaa seguidora dele tbm...mas o cara era realmente foda...kkkkk!

    E concordo com a parte que para mudar o mundo, primeiro temos que NOS mudar!! Acredito que num teve vontade de mudança das duas partes, nem da familia, e nem da parte dele...! Boa parte disso tudo por orgulho...! Acho que ele quis mostrar pra família que ele poderia ser melhor, fez da maneira errada, mas quis mostrar que teria tudo o que a Familia dele não fez por ele.

    Num sei se ele faria tanto sucesso quanto agora, rs pq onde eu entro está tocando MJ, mas o cara ainda estaria por ai curtindo suas turnês...!

    Beijoos

    ResponderExcluir